Sintomas de (HEPATITE)

O que é a Hepatite?

A hepatite é o inchaço e a inflamação do fígado.

A hepatite é mais vulgarmente causada por uma infecção viral. Existem, no entanto, outras causas de hepatite que incluem a hepatite autoimune (uma doença que ocorre quando o corpo produz anticorpos contra o tecido do fígado) e a hepatite resultante do uso excessivo de medicamentos, drogas, toxinas e álcool.

O fígado está localizada no lado superior direito do abdômen. Ele executa muitas funções críticas que afetam o metabolismo em todo o corpo, incluindo:

  • a produção de bílis, que é essencial para a digestão;
  • a filtragem de toxinas do corpo;
  • a excreção de bilirrubina, colesterol, hormônios e drogas;
  • o metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas;
  • a ativação de enzimas (proteínas especializadas essenciais para funções metabólicas);
  • o armazenamento de glicogênio, vitaminas (A, D e k) e minerais;
  • a síntese de proteínas do plasma, tais como albumina;
  • a síntese de factores de coagulação.

As infecções virais do fígado que são classificados como hepatite são: hepatite A, B, C, D e E. A hepatite A é uma versão mais suave da doença, enquanto a hepatite D é mais grave. As opções de tratamento variam de acordo com o tipo de hepatite e sua causa, sendo que algumas formas de hepatite são evitáveis.

Os cinco tipos de hepatites virais

Hepatite A

Esse tipo deriva de uma infecção com o vírus da hepatite A (HAV) e é mais comumente transmitida pelo consumo de alimentos ou água contaminados por fezes.

Hepatite B

Esse tipo deriva de uma infecção com o vírus da hepatite B (VHB) e é transmitida através de perfurações na pele e contato com fluidos corporais infectados (como sangue, saliva ou sêmen). O uso de drogas injetáveis, o sexo com um parceiro infectado e/ou o compartilhamento de lâminas de barbear com uma pessoa infectada são atividades que aumentam o risco de contaminação. Estima-se que 1,25 milhões de pessoas nos Estados Unidos tenham hepatite crônica B e que 350 milhões de pessoas no mundo vivam com essa doença crônica (CDC).

Hepatite C

Esse tipo deriva de uma infecção com o vírus da hepatite C (VHC) e é transmitida através do contato direto com fluidos corporais infectados (normalmente através do uso de drogas injetáveis e/ou contato sexual). A HCV está entre as infecções virais transmissíveis pelo sangue mais comuns nos Estados Unidos. De acordo com o CDC, 3,2 milhões de americanos e 170 milhões de pessoas no mundo vivem com uma forma crônica da infecção.

Hepatite D

Também chamada de “hepatite delta”, a hepatite D é uma doença grave do fígado causada pelo vírus da hepatite D (HDV), que é contraída através de perfurações na pele e contato com sangue infectado. Essa é uma forma rara de hepatite que ocorre em conjunto com a infecção da hepatite B e é muito pouco comum nos Estados Unidos.

Hepatite E

A hepatite E é uma doença nascida na água causada pelo vírus da hepatite E (HEV). Ela é encontrada principalmente em áreas com falta de saneamento e geralmente é causada pela ingestão de matéria fecal.

As hepatites A e E são normalmente contraídas a partir da ingestão de alimentos ou água contaminados, enquanto as hepatites B, C e D são contraídas através de sangue contaminado. Essas formas de hepatite podem ser agudas ou crônicas, embora os tipos B e C geralmente sejam crônicas.

Causas de hepatites não-virais

Álcool

A hepatite pode ser causada por danos no fígado pelo consumo excessivo de álcool, o que é por vezes referido como “hepatite alcoólica”. O álcool faz com que o fígado inche e fique inflamado. Outras causas tóxicas incluem o uso excessivo de medicação ou exposição a venenos.

Doença Autoimune

O sistema imunológico pode confundir o fígado como um objeto prejudicial e começar a atacá-lo, dificultando a função hepática.

Os sintomas comuns de hepatite

Se você tiver formas de hepatite que são geralmente crônicas (hepatites B e C), você pode não ter sintomas no início da doença e até que a lesão hepática ocorra. Por outro lado, sinais e sintomas de hepatite aguda aparecem rapidamente. Eles incluem:

  • fadiga;
  • sintomas de gripe;
  • urina escura;
  • fezes de cor pálida;
  • dor abdominal;
  • perda de apetite;
  • perda de peso inexplicada;
  • pele e olhos amarelos (podem ser sinais de icterícia).

Por se desenvolverem lentamente, sinais e sintomas de hepatite crônica podem ser difíceis de se notar.

Como a hepatite é diagnosticada?

Exame físico

Durante o exame físico, o médico pode pressionar suavemente o abdômen do paciente para ver se há dor ou sensibilidade, além de sentir se o fígado está inchado. O médico também observará se a pele ou olhos estão amarelos.

Biópsia hepática

A biópsia do fígado é um teste minimamente invasivo que implica na retirada de uma amostra do tecido do fígado pelo médico. Esse procedimento pode ser feito através da pele com uma agulha e não requer cirurgia e permite ao médico determinar se uma infecção ou inflamação está presente ou se o fígado sofreu danos.

Testes de função hepática

Testes de função hepática usam amostras de sangue para determinar a eficiência do fígado. Esses testes mostram como o fígado está eliminando resíduos de sangue, proteínas e enzimas. Níveis elevados de enzimas do fígado podem indicar que o fígado está danificado ou inflamado.

Ultrassom

Um ultrassom abdominal usa ondas de ultrassom para criar uma imagem dos órgãos dentro do abdômen. Esse teste vai revelar líquidos no abdômen, um aumento ou danos ao fígado.

Exames de sangue

Os testes de sangue utilizados para detectar a presença de anticorpos contra o vírus da hepatite e o antígeno no sangue indicam ou confirmam qual o vírus está causando a hepatite.

Análise de anticorpos virais

Podem ser necessárias mais análises de anticorpos virais para a determinação de um tipo de vírus da hepatite.

>> VIDEO

Deixe um Comentário