Sífilis (SINTOMAS)

A sífilis é uma doença altamente contagiosa transmitida principalmente pela atividade sexual, incluindo sexo oral e anal. Ocasionalmente, a doença pode ser transmitida para outra pessoa através do beijo prolongado ou contato corporal íntimo.

Embora seja transmitida por meio de feridas, a grande maioria dessas feridas passa despercebida. Além disso, a pessoa infectada muitas vezes desconhece ter a doença e seus sintomas. Sem saber, acaba infectando seu parceiro sexual

Mulheres grávidas e com sífilis podem transmitir a doença para seu bebê. Chamada de sífilis congênita, esse tipo da doença pode causar anormalidades e até mesmo a morte para a criança.

A sífilis não pode ser transmitida por assentos sanitários, maçanetas de portas, piscinas, banheiras (normais ou de hidromassagem), roupas compartilhadas ou utensílios de cozinha.

O que causa a sífilis?

A sífilis é causada pela bactéria Treponema pallidum.

O quão comum é a sífilis?

A sífilis já foi uma grande ameaça à saúde pública, geralmente causando sérios problemas de saúde a longo prazo, tais como artrite, lesão cerebral e cegueira. O tratamento eficaz da doença só apareceu no final de 1940, quando o antibiótico com penicilina foi desenvolvido pela primeira vez.

De acordo com o CDC dos EUA, a taxa de novos casos de sífilis caiu na década de 1990 e atingiu seu menor nível em 2000. No entanto, novos casos de sífilis duplicaram entre 2005 e 2013, de 8.724 para 16.663.

Sintomas – Como faço para saber se tenho sífilis?

A infecção por sífilis ocorre em três fases distintas:

Sífilis primária

A pessoa com sífilis primária irá desenvolver uma ou mais feridas. Geralmente pequenas úlceras indolores, as feridas aparecem nos órgãos genitais ou na boca (dentro ou fora) entre 10 a 90 dias (média de três semanas) após a exposição. Mesmo sem tratamento, as feridas costumam se curar sem uma cicatriz no prazo de seis semanas.

Sífilis secundária

O estágio secundário da sífilis pode durar de 1 a 3 meses e começa no prazo de seis semanas a seis meses após a exposição. Pessoas com sífilis secundária apresentam erupções cutâneas que coçam nas palmas das mãos e solas dos pés, além de em outros locais do corpo – assemelhando-se, por vezes, a erupções cutâneas provocadas por outras doenças. Outros sintomas incluem verrugas na virilha, manchas brancas no interior da boca, glândulas linfáticas inchadas, febre e perda de peso.

Assim como a sífilis primária, a sífilis secundária irá resolver-se sem tratamento.

Sífilis latente

Etapa na qual a infecção está adormecida (inativa), sem causar sintomas.

Sífilis terciária

Se a infecção não for tratada, ela pode progredir para uma fase caracterizada por graves problemas que envolvem o coração, o cérebro e os nervos, podendo resultar em paralisia, cegueira, demência, surdez, impotência e até mesmo a morte.
Como a sífilis é diagnosticada?

A sífilis pode ser facilmente diagnosticada com um exame de sangue rápido e barato feito no consultório do seu médico ou em uma clínica de saúde pública.

Como a sífilis é tratada?

Se você foi infectado com sífilis há menos de um ano, uma única dose de penicilina é geralmente suficiente para acabar com a infecção. Para aqueles que são alérgicos à penicilina, a tetraciclina, a doxiciclina ou outro antibiótico podem ser administrados como substitutos. Se você está em um estágio posterior da doença, serão necessárias mais doses.

As pessoas que estão em tratamento para sífilis devem abster-se de contato sexual até que estejam completamente curados. Os parceiros sexuais de pessoas com sífilis devem ser testados e, se necessário, tratados.

E se a sífilis não for tratada?

Se a sífilis não for tratada, sua infecção poderá causar problemas graves e permanentes, tais como demência, cegueira ou morte.

Como a sífilis pode afetar uma mulher grávida e seu bebê?

Dependendo de quanto tempo uma mulher grávida foi infectada com sífilis, ela tem uma boa chance de ter um natimorto (bebê que morre antes do parto) ou de dar à luz a um bebê que morrerá logo após o nascimento.

Se não for tratado imediatamente, um bebê infectado pode nascer sem sintomas, mas pode desenvolvê-los dentro de algumas semanas de forma muito grave. Bebês não tratados podem ficar com atraso de desenvolvimento, ter convulsões e/ou morrer.

Como posso evitar uma infecção pela sífilis?

Para reduzir o risco de infecção por sífilis:

Evite o contato íntimo com uma pessoa que você sabe que está infectada.

Se você não sabe se seu parceiro sexual está infectado, use preservativo em cada encontro sexual.

Quais são as perspectivas para as pessoas com sífilis?

A sífilis é uma doença curável, com diagnóstico e tratamento imediato. No entanto, se for tratada demasiada tarde, pode causar danos permanentes para o coração e cérebro, mesmo após a infecção ter sido destruída.

>>VIDEO

Deixe um Comentário