Sarampo (SINTOMAS)

O sarampo é uma infecção que afeta principalmente crianças, mas pode ocorrer em qualquer idade. Apesar de desagradável, a maioria dos pacientes se recupera totalmente. Entretanto, é possível haver complicações graves. No Brasil, o sarampo é consideravelmente raro por conta da imunização.

O que é o sarampo?

O sarampo é uma doença altamente infecciosa causada por um vírus que se instala no muco do nariz e da garganta de pessoas doentes.

O contato físico, a tosse e espirros podem espalhar a infecção. Além disso, gotículas de muco infectadas podem permanecer ativas e contagiosas por cerca de duas horas fora do corpo humano.

Isso significa que o vírus pode sobreviver, por exemplo, em superfícies e maçanetas.

Quais são os sintomas do sarampo?

Após a infecção inicial, o vírus se multiplica na parte de trás da garganta e nos pulmões, espalhando-se por todo o corpo.Os sintomas mais comuns do sarampo são:

  • Temperatura alta, dor nos olhos (conjuntivite) e nariz escorrendo costumam aparecer primeiro;
  • Pequenas manchas brancas se desenvolvem dentro da boca um ou dois dias depois da infecção. As manchas podem persistir durante vários dias;
  • Tosse seca severa é usual;
  • Perda de apetite, cansaço e dores também são comuns, assim como diarreia e/ou vômito;
  • Manchas avermelhadas na pele desenvolvem-se normalmente cerca de 3-4 dias após os primeiros sintomas. Geralmente, a mancha começa na cabeça e no pescoço e se espalha para baixo do corpo, levando de 2-3 dias para cobrir a maior parte do corpo. A erupção muitas vezes fica com uma cor acastanhada e desaparece gradualmente ao longo de alguns dias.
  • Crianças normalmente sofrem bastante por 3-5 dias com a doença. Depois disso, a febre tende a aliviar e, em seguida, a erupção desaparece, acompanhada da melhora gradual dos outros sintomas.
  • A maioria das crianças fica melhor dentro de 7-10 dias, mas uma tosse irritante pode persistir por vários dias após outros sintomas desaparecerem.

O sistema imunológico produz anticorpos durante a infecção para combater o vírus e fornecer imunidade vitalícia. Por conseguinte, é raro que uma pessoa tenha mais do que um ataque de sarampo na vida.

Algumas pessoas confundem erupções cutâneas causadas por outros vírus com o sarampo. O sarampo não é apenas uma erupção vermelha leve que vai embora rápido, mas sim um vírus que provoca uma desagradável, e por vezes grave, doença, sendo que a erupção é apenas uma parte dela.

Como o sarampo é diagnosticado?

O seu médico será capaz de diagnosticar o sarampo a partir da combinação de seus sintomas, especialmente por causa da erupção vermelha na pele e das pequenas manchas que aparecem dentro da boca. No entanto, um exame de sangue simples ou um teste de saliva são feitos para confirmar o diagnóstico.

Possíveis complicações

As complicações são mais prováveis em crianças e adultos com um sistema imunológico deficiente (como pacientes com leucemia ou HIV), com desnutrição (principalmente menores de cinco anos). Muitas crianças desnutridas no mundo morrem quando ficam com sarampo, geralmente a partir de uma pneumonia secundária. Essas crianças geralmente não foram imunizadas.

As complicações mais comuns incluem:

  • Conjuntivite (infecção ocular);
  • Laringite (inflamação da caixa de voz);
  • Infecção do ouvido, causando dor de ouvido;
  • Infecções das vias respiratórias, como bronquite e laringite.

Embora desagradáveis, essas complicações não são consideradas graves. Complicações graves, mas menos comuns, do sarampo são:

  • A convulsão febril (competência), que ocorre em cerca de 1 em 200 casos. Apesar de alarmante, a recuperação total comum.
  • A inflamação do cérebro (encefalite) é uma complicação rara, mas muito grave. Ela ocorre em cerca de 1 em 5.000 casos e normalmente provoca sonolência, dor de cabeça e vômitos que se iniciam cerca de 7-10 dias após o início da erupção. A encefalite pode causar danos cerebrais e algumas crianças morrem por conta dessa complicação;
  • A hepatite (infecção do fígado);
  • A pneumonia (infecção pulmonar) é uma complicação grave e seus sintomas típicos incluem respiração rápida ou difícil e dores no peito.
  • O estrabismo é mais comum em crianças que tiveram sarampo, pois o vírus pode afetar o nervo ou os músculos do olho.
  • A Panencefalite esclerosante subaguda (encefalite de Dawnson) é uma doença cerebral muito rara que pode se desenvolver vários anos após a obtenção do sarampo. Essa condição pode ser fatal.

Quais são os tratamentos para o sarampo?

Não há nenhum medicamento específico que mate o vírus do sarampo. O tratamento visa aliviar os sintomas até que o sistema imunológico do corpo elimine a infecção. Para a maioria dos casos, repouso e medidas simples para reduzir a febre são tudo o que é necessário para uma recuperação completa. Os sintomas geralmente desaparecem dentro de 7-10 dias.

As seguintes medidas são frequentemente úteis:

  • As crianças devem ingerir muito líquido para evitar a desidratação. Picolés são uma maneira útil para hidratar e manter a criança fresca;
  • Paracetamol ou ibuprofeno podem ser utilizados para aliviar a febre e as dores. O paciente deve ser mantido fresco, mas não gelado ou com frio;
  • Os antibióticos não matam o vírus do sarampo e por isso não são dados normalmente. Eles podem ser prescritos caso haja alguma complicação, tal como uma infecção bacteriana na orelha ou uma pneumonia bacteriana secundária;
  • Remédios para a tosse não são muito úteis nesse caso..

Suplementos de vitamina A

Foi comprovado que a vitamina A ajuda a prevenir complicações graves resultantes de uma infecção do sarampo. Suplementos são geralmente recomendados para crianças que vivem em países com uma alta prevalência de deficiência de vitamina A.

Quando consultar um médico?

A maioria das crianças se recupera entre 7 a 10 dias após um médico confirmar que a doença é o sarampo. No entanto, você deve consultar um médico novamente se os sintomas piorarem ou se você suspeitar de uma complicação (veja acima).

Os principais sintomas graves são:

  • Sonolência;
  • Desidratação, que pode acontecer pela pouca ingestão de líquido e pode ser vista em sintomas como pouca urina, boca e línguas secas e sonolência;
  • Dificuldades respiratórias;
  • Convulsão (ataque).

Vacinação contra o sarampo

A imunização é comum no Brasil através da tríplice viral, que é indicada a partir dos 12 meses de vida. A recomendação é que ela seja dada aos 15 meses de vida junto ao primeiro reforço da vacina tríplice bacteriana e da vacina contra a poliomielite.

O sarampo é contagioso?

Sim, o sarampo é muito contagioso e pode ser transmitido por tosse e espirros. A pessoa infectada demora entre 7 e 18 dias (geralmente 10-12 dias) para desenvolver os sintomas – período chamado de incubação – e pode infectar outras pessoas a partir de quatro dias antes e quatro dias após o início da erupção vermelha na pele. Portanto, as crianças com sarampo não devem se misturar com outras e não devem ir para a escola.

E se eu entrar em contato com alguém infectado?

Algumas pessoas não foram imunizadas contra o sarampo. Além disso, algumas pessoas são mais propensas a complicações se ficarem com sarampo – em particular, pessoas com um sistema imunológico deficiente (por exemplo, aqueles em quimioterapia, ou que tem HIV, etc.), mulheres grávidas e bebês com idade inferior a 12 meses.

Se você ou seu filho entrar em contato com alguém com sarampo, você deve consultar o seu médico assim que possível, principalmente se vocês fizerem parte do grupo de risco. Na ocasião, você pode ser aconselhado a fazer um teste para verificar a sua imunidade ao sarampo e, se necessário, ser oferecido a imunização imediata ou uma injeção de anticorpo protetor (imunoglobulina).

>> VIDEO

Deixe um Comentário