Herpes Zoster (TRATAMENTO)

A Herpes-zóster, ou “cobreiro”, é uma infecção causada pelo variante do herpesvírus que também causa a varicela (ou catapora). Mesmo após a catapora ter sido tratada, o vírus pode viver em tecidos nervosos durante anos antes de se reativar.

Esse tipo de infecção viral é caracterizada por uma erupção cutânea vermelha que geralmente provoca dor e queimação. Ela normalmente aparece como uma tira de bolhas de um lado do corpo, tipicamente sobre o tronco, o pescoço ou o rosto.

A maioria dos casos de herpes-zóster passam dentro de duas a três semanas e raramente se repetem mais de uma vez no mesmo indivíduo.

 

Quem está em risco de ter Herpes-zóster?

A “zona” podem ocorrer em qualquer pessoa que tenha tido catapora. No entanto, alguns fatores colocam indivíduos em um risco maior de desenvolver Herpes-zóster.

Os fatores de risco incluem:

  • ter 60 anos ou mais;
  • ter tido catapora antes de um ano de idade;
  • ter doenças que debilitam o sistema imunológico, tais como HIV/AIDS ou câncer;
  • ter passado por um tratamento de quimioterapia ou radioterapia;
  • tomar medicamentos que enfraquecem o sistema imunológico, tais como esteróides ou medicamentos dados após um transplante de órgão.

Quais são os sintomas da Herpes-zóster?

Os primeiros sintomas da cobreira são geralmente dor e queimação. A dor é normalmente de um dos lados do corpo e ocorre em pequenas manchas, seguida de uma erupção cutânea vermelha.

Algumas características dos sintomas são:

  • manchas vermelhas;
  • vesículas cheias de líquido que se quebram facilmente;
  • uma erupção cutânea em torno da coluna vertebral e do torso;
  • uma erupção cutânea na face e nas orelhas;
  • coceira.

Alguns indivíduos passam por sintomas que vão além da dor e uma erupção cutânea. Esses sintomas podem incluir:

  • febre;
  • calafrios;
  • dor de cabeça;
  • cansaço ou fraqueza muscular.

Como diagnosticar a Herpes-zóster?

A maioria dos casos de Herpes-zóster pode ser diagnosticado com um exame físico das erupções e bolhas. Seu médico também pode fazer perguntas sobre seu histórico médico.

Raramente, seu médico precisará testar uma amostra de sua pele ou o fluido de suas bolhas. Isso envolve o uso de um cotonete estéril para coletar uma amostra de tecido ou fluido. As amostras são, então, enviadas para um laboratório médico para a confirmação da presença do vírus.

Quais os tratamentos para a Herpes-zóster?

Não existe cura para a “zona”, mas seu médico pode prescrever uma medicação para aliviar os sintomas e encurtar a duração da infecção.

Medicamentos prescritos para a “zona” podem incluir:

  • medicamentos antivirais (para reduzir a dor e acelerar a recuperação);
  • medicamentos anti-inflamatórios (para aliviar a dor e inchaço);
  • medicamentos estupefacientes ou analgésicos (para reduzir a dor);
  • anticonvulsivantes ou antidepressivos tricíclicos (para tratar a dor prolongada);
  • anti-histamínicos (para tratar a coceira);
  • pomadas, géis ou emplastros com anestésicos como a lidocaína (para reduzir a dor);
  • pomadas para ajudar a reduzir o risco de neuralgia pós-herpética (dor no nervo experimentado após a recuperação da doença).

Tratamentos em casa também podem ajudar a aliviar os sintomas, como:

  • repouso;
  • aplicação de compressas úmidas frias na erupção para reduzir a dor;
  • aplicação de loção de calamina para reduzir a coceira;
  • banhos de aveia coloidal para aliviar a dor e coceira;

Como prevenir a Herpes-zóster?

Vacinas podem ajudar na prevenção do desenvolvimento de sintomas graves ou complicações da Herpes-zóster. Todas as crianças devem receber uma vacina da catapora, também conhecida como uma imunização contra a varicela. Os adultos que nunca tiveram catapora também devem tomar a vacina. A imunização não significa necessariamente que você não terá catapora, mas pode ajudar a reduzir a gravidade dos seus sintomas.

Os adultos que têm 60 anos de idade ou mais também devem receber uma vacina para ajudar a prevenir os sintomas e as complicações graves associadas à doença.

A herpes-zóster é contagiosa. Se você se for infectado, deve tomar algumas medidas para evitar a propagação da infecção. Tais medidas incluem:

  • manter sua pele limpa;
  • evitar o contato com indivíduos que não tiveram catapora ou que tenham o sistema imunológico enfraquecido;
  • lavar todos os itens que você tocar com água fervida e ainda quente para matar o vírus.

Quais são as possíveis complicações da Herpes-zóster?

Embora raras, complicações da Herpes-zóster podem surgir. As complicações podem incluir:

  • neuralgia pós-herpética (dor a longo prazo como resultado de danos nos nervos);
  • infecção bacteriana da pele;
  • perda da visão (se a infecção ocorreu próximo ou no olho);
  • Síndrome de Ramsay Hunt, que ocorre quando a doença afeta o nervo facial, causando paralisia facial e perda auditiva.

>> VIDEO

1 Comentário

  • Gostaria de saber se Herpes Zoster é uma Doenças Neurológicas. Minha pergunta se refere porque li em uma matéria Jornalista que portador de Doenças Neurológicas , na compra de um veículo novo, é isento de impostos

Deixe um Comentário