Perigo! Entenda a Gordura Trans e o Impacto Em Sua (SAÚDE)

O que são gorduras trans?

Existem dois grandes tipos de gorduras trans encontradas em alimentos: de ocorrência natural e artificial. As gorduras trans que ocorrem naturalmente são produzidas no intestino de alguns animais e os alimentos produzidos a partir destes animais (por exemplo, leite e produtos à base de carne) podem conter pequenas quantidades destas gorduras.

Gorduras trans artificiais (ou ácidos graxos trans) são criadas num processo industrial que adiciona hidrogênio aos óleos vegetais líquidos para torná-los mais sólidos.

A principal fonte dietética para gorduras trans em alimentos processados são “óleos parcialmente hidrogenados”. Procure-os na lista de ingredientes nas embalagens dos alimentos.

Em novembro de 2013, a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA fez uma determinação preliminar de que os óleos parcialmente hidrogenados não são mais reconhecidos como seguros (GRAS) em alimentos humanos.

Por que empresas usam gorduras trans?

Gorduras trans são fáceis de usar, baratas de produzir e duram um longo tempo. Gorduras trans dão aos alimentos um sabor e textura desejável. Muitos restaurantes e fast-foods usam a gordura trans para fritar alimentos porque os óleos com gorduras trans podem ser usado muitas vezes em fritadeiras comerciais.

Vários países (por exemplo, Dinamarca, Suíça e Canadá) e estados americanos têm reduzido ou restringido o uso de gorduras transem estabelecimentos de serviços de alimentação.

Como as gorduras trans afetam minha saúde?

Gorduras trans elevam seus níveis de colesterol maus (LDL) e reduzem os níveis de colesterol bom (HDL). Comer gorduras trans aumenta o risco de desenvolver doenças cardíacas e derrames. Também está associada a um maior risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Por que as gorduras trans tornaram-se tão populares se elas têm tais efeitos de saúde ruim?

Antes de 1990, muito pouco se sabia sobre como a gordura trans podia prejudicar a sua saúde. Na década de 1990, pesquisas começaram a identificar os efeitos adversos para a saúde das gorduras trans.

Com base nestas conclusões, o FDA instituiu normas de rotulagem e o consumo diminuiu nos EUA nas últimas décadas. No entanto, alguns indivíduos podem consumir altos níveis de gorduras trans com base em suas escolhas alimentares.

Quais os alimentos que contêm gorduras trans?

Gorduras trans podem ser encontrados em muitos alimentos – incluindo alimentos fritos, como donuts, e produtos assados, incluindo bolos, massas de tortas, biscoitos, pizzas congeladas, biscoitos, bolachas, margarinas e afins. Você pode determinar a quantidade de gorduras trans em alimentos nas informações do rótulo.

No entanto, os produtos podem ser listados como “0 gramas de trans gorduras” se contiverem 0 gramas ou menos de 0,5 gramas de gordura trans por porção. Você também pode encontrar gorduras trans ao ler listas de ingredientes e procurar os ingredientes referidos como “óleos parcialmente hidrogenados”.

Existem gorduras trans naturais?

Pequenas quantidades de gorduras trans ocorrem naturalmente em algumas carnes e produtos lácteos, incluindo carne de vaca, cordeiro e gordura de manteiga. Não houve estudos suficientes para determinar se estas gorduras têm os mesmos efeitos negativos sobre os níveis de colesterol como as gorduras trans artificiais.

Quanta gordura trans eu posso comer por dia?

A American Heart Association recomenda cortes em alimentos que contenham óleos vegetais parcialmente hidrogenados para reduzir a gordura trans na sua dieta e preparar carnes magras e aves sem adição saturada de gordura trans.

Como posso limitar a minha ingestão diária de gorduras trans?

Leia o painel de informações nutricionais dos alimentos que você compra na loja e, quando comer fora, pergunte que tipo de óleos são utilizados. Substitua as gorduras trans em sua dieta por gorduras mono ou poli-insaturados.

Regulando a ingestão de gorduras saturadas e trans

A American Heart Association recomenda que os adultos que se beneficiariam da redução do colesterol LDL reduzam a sua ingestão de gordura trans e limitem o seu consumo de gorduras saturadas para 5 a 6% do total de calorias.

Aqui estão algumas maneiras de conseguir isso:

  • Comer um padrão alimentar que enfatiza frutas, legumes, grãos integrais, produtos lácteos de baixo teor de gordura, aves, peixe e nozes. Também limite a carne vermelha e alimentos e bebidas açucarados.
  • Use óleos vegetais naturais, não hidrogenados, como canola, cártamo, girassol ou azeite mais frequentemente.
  • Procure alimentos processados ​​feitos com óleo não hidrogenado, em vez de óleos vegetais parcialmente hidrogenados ou hidrogenados ou gordura saturada.
  • Use margarina macia como um substituto para a manteiga. Procure por “0 g de gordura trans” no rótulo e sem óleos hidrogenados na lista de ingredientes.
  • Donuts, biscoitos, muffins, tortas e bolos são exemplos de alimentos que podem conter gordura trans. Limite a frequência com que os come.
  • Limite alimentos fritos comercialmente e assados ​​feitos com gorduras ou óleos vegetais parcialmente hidrogenados. Não só estes alimentos são muito ricos em gordura, mas a gordura também é susceptível a ser trans.

>> VÍDEO

Deixe um Comentário