Febre (AMARELA)

A febre amarela é uma infecção viral transmitida pela picada de mosquitos infectados, que são mais comumente encontradas em partes da América do Sul e África. Quando transmitida aos seres humanos, o vírus da febre amarela pode danificar o fígado e outros órgãos internos e ser potencialmente fatal.

A Organização Mundial de Saúde estima que existam 200 mil casos de febre amarela em todo o mundo a cada ano, resultando em 30 mil mortes. A febre amarela parece estar em ascensão internacionalmente por conta da diminuição da imunidade a infecções entre as populações dos locais afetados, do desmatamento, de mudanças climáticas e da urbanização de alta densidade.

 

Quão alto é o risco de febre amarela?

No Brasil, o Centro de Informação em Saúde para Viajantes afirma que todos os estados do país estão vulneráveis a doença, principalmente municípios no Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Por conta disso, a vacinação é recomendada para a maioria dos viajantes (internacionais e nacionais), principalmente porque a febre amarela não tem cura e pode ser mortal.

Como a febre amarela se espalha?

A febre amarela é geralmente transmitida aos seres humanos por picadas de mosquitos infectados. As pessoas não podem espalhar a febre amarela entre si por meio do contato casual, embora a infecção possa ser transmitida diretamente para o sangue através de agulhas contaminadas.

Espécies diferentes de mosquitos transmitem o vírus da febre amarela; algumas vivem em áreas urbanas, outras em florestas. Os mosquitos que se reproduzem na floresta também transmitem febre amarela para macacos, que, além de seres humanos, também servem de hospedeiros para o vírus.

Os sintomas da febre amarela

A febre amarela recebe o nome de dois de seus sintomas mais evidentes: a febre e o amarelamento da pele. O amarelamento ocorre porque a doença causa danos ao fígado e hepatite.

Para algumas pessoas, a febre amarela não tem sintomas iniciais, enquanto para outros os primeiros sintomas aparecem de três a seis dias após a exposição ao vírus por meio de uma picada de mosquito.

Uma infecção com febre amarela normalmente tem três fases. A primeira fase dos sintomas pode durar de três a quatro dias e depois, para a maioria das pessoas, desaparece. Essa fase é geralmente não específica e não pode ser distinguida de outras infecções virais.

Os sintomas iniciais da febre amarela são:

  • Febre e calafrios;
  • Sintomas de gripe, como dores musculares, dor de cabeça e vômito.

A próxima fase é a remissão, que tem a duração de 48 horas. Nela, existe uma melhora do paciente e a maioria consegue se recuperar.

Infelizmente, 15% a 25% dos pacientes pode entrar na terceira fase da doença. Mais tóxica, ela é acompanhada de febre hemorrágica viral com hemorragia interna (hemorragia), febre alta e danos ao fígado, rins e sistema circulatório. A Organização Mundial de Saúde estima que até 50% das pessoas no mundo que chegam a essa fase grave de infecção morrem, enquanto a outra metade consegue se recuperar.

Os sintomas da terceira fase de febre amarela podem incluir:

  • Icterícia (danos no fígado), que causa amarelamento da pele e olhos;
  • Hepatite (inflamação do fígado);
  • Sangramento interno (hemorragia);
  • Vômitos com sangue;
  • Choque;
  • Falência de múltiplos órgãos, levando à morte.

Como a febre amarela é diagnosticada?

A febre amarela é diagnosticada por seus sintomas, pelo histórico recente de viagens do paciente e exames de sangue. Os sintomas de febre amarela podem imitar os sintomas de outras doenças tropicais como a malária e a febre tifóide, então consulte um médico se tiver sintomas de febre amarela e se recentemente viajou para um país de alto risco.

Como a febre amarela é tratada?

Por não haver cura para a própria infecção viral, o tratamento médico da febre amarela incide sobre seus sintomas, como febre, dores musculares e desidratação. Devido ao risco de hemorragia interna, o paciente deve evitar aspirina e outros anti-inflamatórios não esteróides em caso de suspeita da doença. A hospitalização é muitas vezes necessária.
Prevenção da febre amarela através da vacinação

Por ser uma doença sem cura, a prevenção da febre amarela é fundamental. A vacina contra a febre amarela é recomendada para adultos e crianças com idade acima de nove meses que estão viajando ou morando em países com um risco conhecido de infecção. Alguns países da África e da América Latina com maior risco de exposição à febre amarela agora exigem comprovação de vacinação contra a febre amarela antes da permissão de viagens.

Clínicas de medicina de viagem e departamentos de saúde estaduais ou locais geralmente oferecem a vacina, que precisa ser repetida a cada 10 anos em pessoas que viajam para áreas de alto risco. Esses centros de vacinação aprovados também podem fornecer um Certificado Internacional de Vacinação, necessário para entrar em determinados países em situação de risco.

Entre em contato com seu médico imediatamente se você tiver febre, sintomas parecidos com os da gripe ou outros sinais incomuns depois de tomar a vacina. A vacina contra a febre amarela, em alguns casos raros, causou reação alérgica, reação do sistema nervoso e doenças que ameaçam a vida.

>> VIDEO

Deixe um Comentário