Dieta Para Quem Faz (ACADEMIA)

A única maneira de ficar em forma e evitar ser vítima de uma doença é se exercitar regularmente. A comida que consumimos, juntamente com o exercício regular, pode fazer a diferença.

A dieta adequada com o exercício pode aumentar os benefícios e a ingestão inadequada pode arruinar os benefícios. Portanto, é importante entender qual dieta seria melhor para um frequentador de academia.

A dieta, geralmente, significa não consumir um monte de comida para compensar a energia gasta no ginásio. E compensar a perda nutricional em relação ao tipo de exercício que você faz na academia.

A nutrição antes e depois do treino complementa a energia perdida durante o treino. Durante o exercício, o corpo sofre muita pressão e usa nutrientes para convertê-los em energia. Há maiores chances de desmaio se a perda de nutrição é alta, por isso uma nutrição antes do treino é importante. Depois do treino, o corpo fica cansado e precisa desesperadamente de nutrientes.

Cada corpo é diferente, e a quantidade de nutrição necessária também. Idade, sexo e BMR (taxa metabólica basal) também são diferentes e desempenham um papel importante ao determinar a nutrição para o treino.

Todo mundo precisa de um plano de nutrição diferente que lhes convém, mas, até certo ponto, podemos ter um plano básico que é comum a todos nós. Aqui, dividimos o plano de nutrição em quatro partes a saber: pré-treino, pós-treino, durante o treino e treino cardio. Vamos ver cada um deles em detalhes:

Nutrição pré-treino

Um exercício vigoroso faz com que os recursos energéticos se esgotem e causa o desgaste dos músculos. Por isso, é sempre uma boa prática ter recursos adequados de energia antes do treino. Aqui estão algumas dicas de nutrição pré-treino.

  1. Cuide dos horários de refeição. Grandes refeições precisam de uma lacuna de pelo menos 3-4 horas antes do treino e refeições mais leves precisa 1-2 horas.
  2. Os melhores combustíveis energéticos são os carboidratos. Consuma carboidratos complexos e elevados antes do treino para que eles se quebrem e sejam consumidos como energia durante o treino. Gorduras, do outro lado, são alimentos de digestão lenta e não oferecem nenhum ganho além dos depósitos de gordura que não queremos. Legumes e frutas como bananas, laranjas e maçãs podem ser consumidos como parte da nutrição pré-treino.
  3. Sua dieta deve conter proteínas de digestão lenta, como ovos, que irão ajudar durante o treino.
  4. Mantenha-se hidratado. Beba uma quantidade adequada (400-600 mL) de líquidos antes do treino e também leve uma garrafa de água durante o treino.
  5. Certifique-se de que você não está muito satisfeito ou com muita fome.

Nutrição durante o treino

A hidratação é o conceito mais importante durante o treino. Beber líquidos de salva de desidratação e, por vezes, pode haver uma necessidade de substituições de carboidratos e eletrólitos (potássio e sódio). Consumir bebidas esportivas pode ser benéfica, e estas bebidas são classificados em três tipos:

  1. Isotônica: Essas bebidas complementam a perda de eletrólitos e carboidratos através da transpiração durante sessões mais longas de exercícios.
  2. Hipotônica: Essas bebidas apenas substituem a perda de fluidos e eletrólitos, mas não têm carboidratos e são melhores para hidratação rápida.
  3. Hipertônica: Essas bebidas têm alto nível de carboidratos e bombeiam alta dose de energia quando consumidas. Elas são muitas vezes usadas após o treino, mas, se necessário, podem ser consumidas durante o treino; elas têm de ser consumidas juntamente com bebidas isotônicas.

Nutrição pós-treino

Rachaduras nos músculos ocorrem após o exercício. A alimentação pós-treino ajuda os músculos para reconstruir essas rachaduras e ficarem fortes e preparados para o próximo trauma (este processo é chamado de adaptação).

O principal objetivo da alimentação pós-treino é reabastecer o glicogênio muscular e hepático, a perda de fluidos e eletrólitos através do suor e danos causados pelo exercício. As dicas para nutrição pós-treino são:

  1. Compensar a perda de energia rapidamente com líquidos como água, água de coco, etc.
  2. Abastecer eletrólitos, glicogênios e carboidratos imediatamente após o exercício.
  3. A nutrição pós-treino terá seu efeito apenas se consumida dentro de poucas horas após o exercício.
  4. Proteínas de digestão rápida, como milk-shakes, devem ser consumidos imediatamente e a alimentação adequada deve ser consumida dentro de 30 minutos depois do treino.

Nutrição cardio

Como todos os outros exercícios, até mesmo exercícios cardio precisam de nutrição pré e pós-treino.

  1. Nunca treine com o estômago vazio.
  2. Mantenha o corpo hidratado e forneça glicogênios e carboidratos suficientes.
  3. Manipule sua dieta de acordo com a intensidade do exercício cardio.

Exercício e dieta são importantes para qualquer um cujo objetivo é manter a forma. Negligenciar qualquer um destes pode ter um impacto negativo sobre a saúde. Assim, com estas dicas, se pode efetivamente planejar o treino e dieta para manter a forma.

>> VIDEO

Deixe um Comentário

Receba GRÁTIS o Guia "Os 10 Maiores Erros de Quem Faz Dieta"
x

Receba GRÁTIS
no Seu E-mail

Nossas dicas de dieta, nutrição e saúde

x