Dieta Líquida (DETOX)

Você tem várias opções para realizar uma dieta detox líquida.

Uma dieta líquida é a abstenção de todos os alimentos sólidos – apenas líquidos são ingeridos. Abaixo estão listadas variedades de líquidos utilizados tanto historicamente como atualmente.

Além da água, os líquidos utilizados têm alto valor nutricional e são fáceis de digerir e assimilar. Em todos os casos de jejum líquido, o trato intestinal é aliviado da “massa” de alimentos, fibra e componentes indigeríveis.

Alguns afirmam que a nutrição não é necessária durante o jejum se a pessoa tem reservas nutricionais de um mês inteiro em seus tecidos. Assim, a água é suficiente para o jejum líquido.

Outros acreditam que um pouco de nutrição irá ajudar no processo de cura do corpo, bem como aliviar o desconforto do jejum, uma vez que diminui o nível e a velocidade da desintoxicação.

Cabe a você decidir se prefere a pureza da água ou se sente mais confortável com o mínimo de suporte nutricional oferecido por outros métodos de jejum líquido.

Tipos de Dietas Líquidas – O que é dieta detox

Dieta da água

Puristas insistem que o jejum de água é a único e verdadeira dieta terapêutica, o que proporciona o máximo de benefícios de auto cura, o maior descanso para os órgãos digestivos e preserva o músculo mesmo durante a perda de peso. Acredita-se que as figuras históricas (como Hipócrates) que promoveram o jejum como terapia de cura estavam se referindo exclusivamente ao jejum com água.

Embora não entregue o efeito terapêutico mais forte, permitindo a cura de muitas doenças crônicas, pode ser mais difícil de executar, e um pouco de massa muscular magra pode ser sacrificada.

O jejum de água é, naturalmente, o mais intimidante para considerar, mas não se você abordá-lo em pequenos passos. Você pode começar com alguns jejuns diários de outras coisas, como suco ou fruta.

Dieta da Limonada

A Limpeza Mestre é um sistema de jejum líquido utilizando limão para a limpeza e xarope de bordo como suporte nutricional, ambos com um copo de água.

Há um grande número de seguidores deste tipo de jejum, muitos dos quais o fazem durante 10 dias por ano. Entretanto, a Limpeza Profunda pode ser utilizada para jejuns mais curtos, bem como é considerada bastante fácil de seguir.

Dieta do Caldo

Estamos todos familiarizados com um jejum de caldo – quando ficamos com gripe e a mamãe nos traz uma caneca de caldo quente, estávamos em jejum de caldo.

Podemos fazer jejum com caldos animais ou vegetais, embora normalmente você tenha que fazer o seu próprio caldo. Caldos comercialmente disponíveis não têm os níveis nutricionais adequados para o jejum, são cheios de sal e geralmente outros produtos químicos.

Por outro lado, um caldo caseiro pode ser altamente nutritivo, cheio de vitaminas, minerais e eletrólitos – mesmo um caldo de origem animal, na verdade, especialmente um caldo de ossos de animais.

Caldos de ossos são extremamente nutritivos, ricos em minerais, em gelatina e colágeno. A adição de um ácido, como o vinho ou vinagre, durante a preparação ajudará a extrair os sais minerais, especialmente o cálcio, magnésio e potássio.

Para fazer um caldo de osso: começar com os ossos de mais alta qualidade disponível, de preferência de animais organicamente criados e sem hormônio. Adicione 2-4 colheres de sopa de vinagre (dependendo do quanto você está fazendo), todos os vegetais que você deseja adicionar e água para cobrir.

Deixe descansar por 30 minutos a uma hora, em seguida, leve para ferver e remova qualquer sujeira que aparecer na superfície. Continue a cozinhar de 4-24 horas, quanto mais tempo de fervura, mais nutrientes serão retirados dos ossos.

Para fazer um caldo de legumes: use vegetais cultivados organicamente que você deseja, cubra com água e cozinhe de 30-40 minutos. Devido ao seu alto teor nutritivo, não se esqueça de adicionar algumas folhas verdes escuras à mistura.

A dieta líquida destes caldos preparados adequadamente pode ser tanto nutritivo e hidratante, bem como desintoxicante.

Outra novidade é a dieta da sopa de repolho. Não tente esta opção seguindo receitas que podem ingredientes industrializados, pois ela contém muito sal e produtos químicos. Opte por uma versão saudável de sopa de repolho, se a ideia realmente agrada a você.

Dieta Detox de Sucos

Uma escolha popular é a dieta líquida detox com sucos de frutas e/ou vegetais. Qualquer fruta ou vegetal fresco, cru e de preferência orgânico pode ser transformado em suco, embora seja preciso ter cuidado para não começar uma “festa do suco”.

Os sucos crus são muito concentrados nutricionalmente e devem ser diluídos com água antes de serem bebidos. Para mais ajuda na digestão, bocheche cada gole para misturar completamente com a saliva antes de engolir. Isso inicia o processo de pré-digestão.

As laranjas e toranjas são mais fáceis de se fazer suco pois não requerem um espremedor caro. Espremedores de frutas cítricas são pequenos e bastante acessíveis. Mas esteja avisado: algumas frutas cítricas disponíveis nos supermercados locais (a menos que você viva em climas tropicais) não fazem sucos muito saborosos.

Enquanto alguns acham o suco de frutas cítricas comercial muito ácido para o estômago, outros não se sentem incomodados. É provável que o processo de pasteurização seja o culpado, pois ele mata as enzimas que ocorrem naturalmente.

Dieta do Leite

A dieta de leite, é utilizado na homeopatia, naturopatia e práticas de yoga tradicionais. É recomendada frequentemente para transtornos digestivos nestas práticas terapêuticas por ser considerado uma limpeza para todos os tecidos digestivos.

Em comparação com outras opções de jejum de líquidos, o leite fornece muito mais valor nutritivo e pode ser um modo fácil de ser executado. Não ache que ele não vai desintoxicar seu sistema, porque ele pode e vai.

O leite é conhecido por ser formador de muco e pessoas com problemas relacionados a isso não devem fazer este jejum. Entretanto, não vamos esquecer que o muco é um componente natural e necessário em um corpo saudável e que o jejum é uma prática de curto prazo.

Além disso, foi teorizado que apenas leite cozido e pasteurizado causa muco adicional por conta de todas as toxinas criadas no processo.

Só o leite cru ou produtos lácteos cultivados são sugeridas para o jejum de leite. A pasteurização destrói as enzimas que ocorrem naturalmente e os probióticos que ajudam na digestão da lactose inerente no leite. Ela também altera cadeias proteicas e reduz o teor de vitamina.

O leite em seu estado completo e não adulterado é um alimento completo; é altamente nutritivo e facilmente assimilável. Produtos lácteos cultivados, como iogurte e kefir, têm com efeito a lactose pré-digerida em ácido láctico.

Mesmo indivíduos intolerantes à lactose geralmente lidam bem com esses produtos. Além disso, iogurte e kefir são cheios de bactérias benéficas (probióticos), assim tornaram-se favoritos para o jejum de leite.

>> VIDEO

Deixe um Comentário

Receba GRÁTIS o Guia "Os 10 Maiores Erros de Quem Faz Dieta"
x

Receba GRÁTIS
no Seu E-mail

Nossas dicas de dieta, nutrição e saúde

x