Cisto no Ovário: Causas, Sintomas & (TRATAMENTO)

O que são cistos no ovário ou cisto ovariano?

Destaques

  • A maioria das mulheres terá um cisto nos ovários pelo menos uma vez na vida. A maioria é indolor, não causa sintomas e é descoberta durante um exame ginecológico de rotina.
  • Os sintomas de um cisto no ovário incluem náuseas, vômitos, distensão abdominal, evacuações dolorosas e dor durante o sexo.
  • Em casos raros, um cisto no ovário pode causar sérios problemas, por isso é melhor acompanhar sempre com seu médico.

Os ovários são parte do sistema reprodutivo feminino. Eles estão localizados no abdome inferior em ambos os lados do útero. As mulheres têm dois ovários que produzem óvulos, bem como os hormônios estrogênio e progesterona.

Às vezes, um saco cheio de fluido chamado de cisto se desenvolve em um dos ovários. Muitas mulheres terão pelo menos um cisto durante a sua vida. Na maioria dos casos, os cistos são indolores e não causam sintomas.

Tipos de cisto nos ovários

Existem vários tipos de cisto nos ovários, como o dermoide e o endometrioma. No entanto, cistos funcionais são o tipo mais comum. Os dois tipos de cistos funcionais incluem o folicular e o de corpo lúteo.

Cisto folicular

Durante o ciclo menstrual da mulher, um óvulo cresce em uma bolsa chamada de folículo. Este saco fica localizado no interior dos ovários. Na maioria dos casos, este folículo ou saco rompe e libera um óvulo. Porém, se o folículo não romper, o fluido em seu interior pode formar um cisto no ovário.

Cisto de corpo lúteo

Sacos foliculares normalmente dissolvem depois de lançar um óvulo. No entanto, se o saco não se dissolver e a abertura do folículo se fechar, um fluido adicional pode se desenvolver no interior do saco e esta acumulação de líquido cria um cisto de corpo lúteo.

Outros tipos de cistos no ovário incluem:

  • Cistos dermoides: crescimentos parecidos com sacos nos ovários que podem conter cabelo, gordura e outros tecidos
  • Cistoadenomas: tumores não-cancerosos que podem se desenvolver na superfície exterior dos ovários
  • Endometrioma: tecidos que normalmente crescem dentro do útero podem se desenvolver fora do útero e se prender aos ovários, resultando em um cisto

Algumas mulheres desenvolvem uma condição chamada Síndrome do Ovário Policístico. Esta condição significa que os ovários contêm um grande número de pequenos cistos. Ela pode causar um aumento dos ovários e, se não tratada, infertilidade.

Sintomas de Cisto no Ovário

Muitas vezes, os cistos ovarianos não causam quaisquer sintomas. No entanto, os sintomas podem aparecer conforme o cisto cresce. Eles podem incluir:

  • Inchaço abdominal
  • Evacuações dolorosas
  • Dor pélvica antes ou durante o ciclo menstrual
  • Relações sexuais dolorosas
  • Dor na parte inferior das costas ou coxas
  • Mastalgia
  • Náusea e vômito

Sintomas graves de um cisto no ovário que requerem atenção médica imediata incluem:

  • Dor pélvica forte ou aguda
  • Febre
  • Desmaio ou tonturas
  • Respiração rápida

Estes sintomas podem indicar um cisto rompido ou uma torção do ovário. Ambas as complicações podem ter consequências graves se não tratadas precocemente.

Complicações do cisto no ovário

A maioria dos cistos ovarianos são benignos e, naturalmente, vão embora por conta própria, sem tratamento. Esses cistos causam pouco, ou nenhum, sintoma. Mas, em um caso raro, o médico pode detectar uma massa ovariana cística canceroso durante um exame de rotina.

A torção do ovário é outra complicação rara de cistos ovarianos. Isto acontece quando um grande cisto provoca uma torção ou movimento do ovário. O fornecimento de sangue para o ovário é cortado e, se não for tratado, pode causar danos ou a morte do tecido ovariano. Apesar de rara, a torção do ovário soma um total de 3% de cirurgias ginecológicas de emergência.

Cistos rompidos, que também são raros, podem causar dor intensa e hemorragia interna. Esta complicação aumenta o risco de uma infecção e pode ser fatal se não for tratada.

Diagnóstico do cisto no ovário

O seu médico pode detectar um cisto no ovário durante um exame pélvico de rotina. Ele pode notar inchaço em um dos seus ovários e solicitar um teste de ultrassom para confirmar a presença de um cisto. A ultrassonografia é um exame de imagem que utiliza ondas sonoras de alta frequência para produzir uma imagem de seus órgãos internos. Ela pode ajudar a determinar o tamanho, a localização, a forma e a composição (sólido ou cheio de líquido) de um cisto.

Ferramentas de imagem usadas para diagnosticar cistos ovarianos incluem:

  • Tomografia computadorizada: um dispositivo de imagem corporal usado para criar imagens transversais de órgãos internos
  • Imagem por ressonância magnética (IRM): um teste que utiliza campos magnéticos para produzir imagens detalhadas de órgãos internos
  • Dispositivo de ultrassons: um dispositivo de imagem usado para visualizar o ovário

Pelo fato da maioria dos cistos desaparecerem após algumas semanas ou meses, o seu médico pode não solicitar um plano de tratamento imediato. Em vez disso, ele pode repetir o teste de ultrassom em algumas semanas ou meses para verificar o seu estado.

Se não houver qualquer alteração na sua condição ou se o cisto aumentar de tamanho, o seu médico vai solicitar exames adicionais para determinar outras causas de seus sintomas. Elas incluem:

  • Teste de gravidez: para se certificar de que você não está grávida
  • Teste de nível hormonal: para verificar problemas relacionados com hormônios, como excesso de estrogênio ou de progesterona
  • Exame de sangue CA-125: para rastrear o câncer de ovário

Tratamento para um cisto no ovário

O seu médico pode recomendar um tratamento para reduzir ou remover o cisto se ele não for embora por conta própria ou crescer.

Pílulas anticoncepcionais

Se você tem cistos ovarianos recorrentes, o seu médico pode prescrever contraceptivos orais para parar a ovulação e evitar o desenvolvimento de novos cistos. Os contraceptivos orais também podem reduzir o risco de câncer de ovário. O risco de câncer de ovário é maior em mulheres pós-menopáusicas.

Laparoscopia

Se o cisto for pequeno e um teste de imagem anular a chance de ser um câncer, o médico pode realizar uma laparoscopia para remover cirurgicamente o cisto. O procedimento envolve o seu médico fazer uma pequena incisão perto do seu umbigo e, em seguida, inserir um pequeno instrumento em seu abdômen para remover o cisto.

Laparotomia

Se você tem um cisto grande, o seu médico pode removê-lo cirurgicamente através de uma grande incisão em seu abdômen. Ele vai realizar uma biópsia imediata e, se determinar que o cisto é canceroso, pode realizar uma histerectomia para remover seus ovários e útero.

Prevenção do cisto no ovário

Os cistos ovarianos não podem ser impedidos. No entanto, exames ginecológicos de rotina podem detectar cistos ovarianos cedo. Cistos ovarianos benignos não se tornam cancerosos. No entanto, os sintomas de câncer de ovário podem imitar os sintomas de um cisto no ovário. Assim, é importante visitar o seu médico e receber um diagnóstico correto. Alerte o seu médico para sintomas que podem indicar um problema, tais como:

  • Mudanças no seu ciclo menstrual
  • Dor pélvica constante
  • Perda de apetite
  • Perda de peso inexplicada
  • Inchaço abdominal

Qual é a perspectiva a longo prazo?

A perspectiva para as mulheres na pré-menopausa com cistos ovarianos é boa. A maioria dos cistos desaparecem dentro de alguns meses. No entanto, cistos ovarianos recorrentes podem ocorrer em mulheres na pré-menopausa e mulheres com desequilíbrios hormonais.

Se deixado sem tratamento, alguns cistos podem diminuir a fertilidade. Isso é comum com endometriomas e a síndrome do ovário policístico. Para melhorar a fertilidade, o seu médico pode remover ou diminuir o cisto. Cistos funcionais, cistadenomas e cistos dermoides não afetam a fertilidade.

Embora alguns médicos tenha uma abordagem de “esperar para ver” com cistos ovarianos, o seu médico pode recomendar a cirurgia para remover e examinar qualquer cisto ou o crescimento que se desenvolve nos ovários após a menopausa. Isto acontece porque o risco de desenvolvimento de um cisto canceroso ou câncer de ovário aumenta após a menopausa. No entanto, cistos ovarianos não aumentam o risco de câncer de ovário. Alguns médicos vão remover um cisto se ele for maior que 5 centímetros de diâmetro.

Fonte: Healthline.com

>> VÍDEO

Deixe um Comentário